A arte e os média estabelecem uma relação muito interessante. Seja pelo facto dos média enriquecerem as formas de arte, seja pelo facto de as artes serem um dos elementos percursores na evolução dos média.  Se antigamente a literatura, escultura, pintura, entre outras formas de arte, eram aquilo que era considerado arte, hoje em dia, os avanços tecnológicos permitiram-nos elevar esse conceito a outro nível. Esse nível é muito mais complexo, dinâmico, interativo e imersivo e é sobre uma dessas novas formas de arte que me debruço nesta breve reflexão.

Na minha opinião, a poesia digital é um dos melhores exemplos  da relação entre a arte e os média porque é a junção da literatura (uma arte que já existia há muito tempo) com processos de computação que são previamente programados.   Estes processos, assim como a obra em si, são resultado dos avanços tecnológicos que tão bem proporcionam a integração dos média nas artes.

Um dos primeiros exemplos deste novo tipo de arte com que contactei foi a obra de Rui Torres “Estou-Vivo-E-Escrevo-Sol”. Basicamente o autor usa versos do poeta António Ramos Rosa de forma combinatória para criar um poema novo a cada leitura. Através de uma base de dados que contém diversos versos de diversos poemas de António, Rui Torres programa uma mutação quase infindável dos versos, de forma a que cada vez que contactamos como a obra,tenhamos uma experiência diferente.

ammm

Para além desta evidente relação entre a arte e os média, temos também todo um contexto multimodal uma vez que ao mesmo tempo  que experienciamos a obra de uma forma visual, temos também o recitar de outros versos em formato áudio por parte de Nuno M Cardoso, acompanhado de sons e pequenos trechos melódicos, por parte de Luís Aly, que tornam a experiência muito mais sinestésica, multimédia e imersiva. A obra está disponível em vários formatos, com ou sem áudio, dando novamente várias experiências diferentes.

Resta-me apenas recomendar que explorem não só esta mas também outras obras desta natureza.

Susana Silva

Estudos Artísticos – 16\10\2018