A sociedade moderna é marcada por avanços tecnológicos inovadores e impressionantes, levando-nos a superar a ideia de máquina como objecto de construção industrial, para a começarmos a ver e utilizar como algo mais cerebral, inteligente e capaz de replicar muitos dos aspectos que nos caracterizam.

Assim sendo, podemos afirmar que vivemos numa Era Digital, onde o computador lidera como meio multimédia por excelência. Devido à sua capacidade de mimetização dos media tradicionais, o meio computacional permite a quebra de múltiplas barreiras e proporciona uma fusão destes media com diferentes disciplinas.

O meio multimédia apresenta cinco características fundamentais: Integração; Interatividade; Hipermédia; Imersão e Narratividade.

A interactividade é algo que é inato à vida em sociedade, todos nós comunicamos e interagimos uns com os outros, direta ou indiretamente, e destas interações saem resultados. Esta característica, que podemos considerar tão humana, é também uma das características fundamentais do meio tecnológico, informático e mecânico que nos é disponibilizado cada vez em maior quantidade. Reflete-se na capacidade de o utilizador manipular e afetar diretamente a experiência multimédia com a qual está em contacto, o que lhe proporciona experiências exclusivas, uma vez que cada interação tem particularidades únicas. A comunicação com outras pessoas, não apenas com pessoas próximas mas com qualquer pessoa em qualquer ponto do mundo é também um grande exemplo da interactividade que o meio computacional nos oferece, conseguida através das redes sociais.

O crescente carácter humanizado das tecnologias pode ser assustador para algumas pessoas, mas é inegável que é benéfico, e um dos melhores exemplos para ilustrar esta realidade é a instalação de um grande painel interativo no Boston Children’s Hospital, que tem como principal objectivo melhorar o bem estar, tanto das crianças como das suas famílias.

 

                                                                                                              Catarina Antunes

Referências:

Jordan, Ken; Defining Multimedia (2002)

Anúncios