A animação enquanto filme teve inicio nos primeiros momentos do cinema mudo, sendo o primeiro desenho animado realizado pelo francês Émile Reynaud, que criou o praxynoscópio, sistema de animação de 12 imagens, e filmes de aproximadamente 500 a 600 imagens, projetado no seu próprio théatre optique (parecido com projetor de filme), no Musée Grévin em Paris, França, em 28 de Outubro de 1892, porém, o primeiro desenho animado moderno pode ter sido “Fantasmagorie” da autoria do francês Émile Cohl, este foi projetado pela primeira vez em 17 de Agosto de 1908 no ‘Théâtre du Gymnase’, em Paris.

Image result for praxinoscópio

   Porém, apesar da especulação de acordo com um determinado tipo de documentação, o primeiro filme de longa-metragem animado terá sido “El Apóstol” (1917) da autoria do argentino Quirino Cristiani, mas infelizmente, não existem cópias desse filme e pouco se sabe sobre ele, de modo a que a longa-metragem “Die Abenteuer des Prinzen Achmed” (1926, dir. Lotte Reiniger), é considerada a mais antiga, ainda existente.

    Ao longo dos anos, através da evolução tecnológica a produção e realização deste tipo de filme e as várias técnicas envolventes foram aperfeiçoadas, técnicas estas como a animação em corte e a animação por stop motion, e mais tarde com a introdução do computador e a manipulação de imagem em movimento, através do mesmo, são criados trabalhos com o uso de gráficos de computador a 3D.

    A animação digital, assim como a sua história, acaba por estar relacionada diretamente com a história da computação gráfica, pois, desde os primeiros dispositivos disponíveis, foram percebidas as possibilidade de uso para criar a ilusão de movimento, ou seja, uma imagem computarizada de seguida é rapidamente substituída por uma nova imagem, semelhante à anterior, mas ligeiramente modificada, esta técnica é identica ao modo como a ilusão de movimento é conseguida com a televisão e os filmes.

    A animação computacional 3D é, nada mais nada menos, sucessora digital da animação por stop motion, no cinema, ela surgiu, como recurso para criar efeitos especiais que nos aproximassem cada vez mais com a realidade. (Por exemplo: “Armageddon”, “Matrix”, “Star Wars”, “Titanic”, “Godzilla”), este recurso teve um grande crescimento dando a possibilidade a que fossem criados filmes totalmente digitais, destinados principalmente ao público infantil, por apelar a uma temática com assuntos do imaginário. Uma animação em especial que teve o objetivo de alcançar o realismo, utilizando-se da técnica de animação foto-realística, foi o “Final Fantasy” de Hironobu Sakaguchi, tem um cenário e personagens com um realismo impressionante que nos confunde se o que estamos assistindo é mesmo uma animação.

Referências :

https://animamulti.wordpress.com/historia/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Anima%C3%A7%C3%A3o_digital