Cada vez mais encontramos arte interactiva, o simples ato de ler ou ver já não nos enche a barriga, precisamos de interagir com algo.

Já temos os videojogos, produtos interactivos, onde o jogador controla uma personagem que por si interage com um mundo virtual cheio de tarefas e objectivos. Mesmo sendo já uma plataforma interactiva, tal não nos chegou e agora queremos realmente sentir como se estivéssemos realmente dentro do mundo digital.

Mais cedo ou mais tarde tal desejo iria bater à porta da média visual. Na Internet podemos encontrar os mais variados vídeos interactivos. Enquanto normalmente encontramos por exemplo no youtube, vídeos que nos dão várias escolhas, que depois nos levam para outro video, fazendo com que o espectador tenha controlo sobre a narrativa, eu venho falar de uma curta chamada de “FIVE MINUTES”.

Esta curta conta a história de um pai e uma filha que estão presos num quarto, barricados de uma horda de zombies que se encontra no outro lado da porta, acrescentando outra camada desta pressão, temos a questão de o pai ter sido ferido por um zombie. O titulo provem do tempo necessário para ocorrer a transformação em zombie.

A interacção aqui ocorre na forma de mini-jogos onde o jogador controla o avanço das imagens. Só temos três tentativas até o pai da rapariga disparar a arma, impedindo que ele se transforme.

O video guarda o nosso progresso, permitindo-nos recomeçar da próxima vez que voltarmos ao site. É bastante desafiante na dificuldade máxima, conseguindo tudo isto com uma harmonia entre os diversos tipos de média presentes na obra.

http://www.fiveminutes.gs/