Etiquetas

, ,

Listening-Is-Making-Sense-2012_4

“Listening is Making Sense” é o nome da escultura interativa que Michele Spanghero criou. Esta obra rompe com o paradigma tradicional de arte e vai mais além, sendo que é o contacto físico com a estrutura que permite que esta se possa ouvir. A escultura é composta por 10 vigas de madeira que funcionam como vetores para a propagação da vibração sonora e transdutores que através do toque convertem o sinal de áudio numa vibração mecânica. É através da colocação da orelha na madeira que se pode ouvir o áudio.

Ao contrário do que acontece com a maioria das esculturas tradicionais, cujo propósito é apenas serem observadas, o que dá sentido a esta escultura é ouvir. Olhando para a história deste tipo de arte, vemos que o mais comum na escultura é não podermos entrar em contacto com ela, pois o seu propósito é ser observada. Mas esta escultura (“Listening is Making Sense”) rompe com essa noção, porque o propósito desta é precisamente entrar em contacto.

“Listening is Making Sense” mostra-nos que as possibilidades de que o meio artístico dispõe são muitas, que os artistas podem utilizar os mais diversos materiais para fazer obras de arte expressivas e comunicativas. Esta obra é o resultado da transformação histórica das linguagens artísticas e também das mudanças no código da escultura. Nos seus primórdios o homem utilizava essencialmente pedra, argila e madeira. E o propósito da arte era essencialmente servir o culto religioso. Atualmente, a diversidade dos materiais de que um artista dispõe é quase ilimitada e os propósitos que o artista serve também não são os mesmos que os homens da Pré-História ou da Grécia Antiga serviam.

Cátia Cavaleiro