original stencilart0 images (1)

Stencil Graffiti é um projeto de arte de rua que alia um spray de tinta a um papelão previamente moldado que permite fixar uma imagem ou um texto numa parede, tornando-se facilmente reprodutível. Este molde normalmente serve de base a uma mensagem mediática, política ou irónica que objetiva exatamente isto: exercer uma crítica. Os stencils têm crescido nos últimos anos e nem todos fazem deste tipo de arte um veículo de uma mensagem. Alguns simplesmente querem saber como é que a sua forma de arte é recebida, ou seja, só querem “ser vistos”. Este ritmo de marcação está em vantagem em relação aos mais tradicionais ou convencionais, uma vez que fazer uma réplica do objeto de arte é algo relativamente fácil.

“Street art is both an expression of our culture and a counterculture in itself. ‘Communication’ has become a modern mantra: the city streets shout with billboards, fly posters and corporate advertising, all vying for our attention. They almost invite a subversive response. As high-tech communications have increased, a low-tech reaction has been the recent explosion in street art.”

Rennie Ellis é um fotógrafo australiano que documentou alguns exemplos de stencil graffiti no seu livro “The All New Graffiti” em 1985 e que foi apresentado em Sydney e Melbourne.

Para além disto, Stencil Graffiti tem-se tornado, com o passar dos anos, numa subcultura internacional, uma vez que os membros que adquirem esta forma de arte estão interligados através da internet, onde publicam as fotografias dos seus stencils. Estas publicações surgem em blogs e sites, com o objetivo de os seus autores receberem comentários, sugestões e obter um feedback sobre as suas e as restantes obras publicadas de Stencil. Para além disto, têm oportunidade de receber notícias e informações sobre o estado desta subcultura no mundo. Alguns membros associados ao Stencil Graffiti são Bansky, Blek le Rat, Vhils e Shepard Fairey.