Em 1895, o cinema começou com o objectivo de entreter os espectadores. No entanto, quando ainda não era considerado arte, já era uma “actividade” tecnológica na medida em que era necessária uma câmara de filmar. Em apenas um século, o seu progresso foi incrível: introdução da fala, das cores, passou a ser considerado a sétima arte, foi introduzido o computador na edição cinematográfica e consequente evolução da qualidade dos efeitos especiais, a introdução de chroma key, entre muitos outros acontecimentos.

Na última década, assistiu-se a uma inovação que é o cinema 3-D, e posteriormente o 4-D, que tal como o primeiro, exigiu uma extrema evolução tecnológica, de forma a proporcionar ao espectador uma experiência ainda mais próxima da realidade. Desta forma, neste tipo de cinema podemos contar com “vento”, cadeiras que mexem, chuva e outras sensações que nos fazem sentir dentro do filme, não se limitando à visão do espectador.

Apesar de ser uma tecnologia recente, já foram exibidos alguns filmes com estas características como o Avatar e Viagem ao Centro da Terra.

532px-Diagram_of_the_4D-theaterDiagrama de uma sala de cinema 4-D