Talvez uma das grandes questões do artista cênico contemporâneo possa ser: como relacionar o seu fazer, a sua prática, as suas criações e projetos com as novas tecnologias que estão sendo desenvolvidas nas últimas décadas. E não só interpretes de artes performativas, mas também artistas das artes fílmicas, seja o cinema experimental, a video arte, vídeo teatro, vídeo performance e vídeo dança.

Torna-se cada vez mais latente e frequente a utilização de multimédias em espetáculos, filmes e vídeos, e isso vem caracterizar de um lado, a possibilidade de visualizar um corpo virtual, com caracteristicas “computadorizadas” e que se assemelham a objetos e não a corpos. É como se o interprete se transformasse em um material a ser desmembrado e desmontado de diversas maneiras para compor com outros materiais a composição da cena.

Há também a dimensão híbrida deste corpo apresentado em palco- este pensado como o lugar de representação e não só como o palco tradicional de teatro- ou no ecrã. Ou seja, um corpo que ganha novos atributos e novas facetas numa mescla de elementos eletrónicos e outros não eletrónicos. Um exemplo é o vídeo abaixo, Border Interrogation, criação do performer mexicano Guilhermo Gomez-Pena, que tem um trabalho voltado para a arte da performance e vídeo arte, entre outras artes, e que explora o tema do hibridismo e das fronteiras geopolíticas. No vídeo, é possível perceber o corpo do primeiro performer envolvido por objetos estranhos e que contribuem para a composição de um corpo diferente, que remete a uma certa monstruosidade. Há também a inclusão de sons trabalhados por dispositivos eletronicos, e a fala da segunda performer é distorcida, remetendo para um ambiente alienígena

Com a utilização da internet, vídeos, projeções e outras formas de interação, o interprete acaba por adquirir novas extensões corporais que pode ser útil para a criação de formas diferentes de movimento. E a idéia de corpo híbrido, multifacetado, vem trazer para o público uma outra forma de apreciação. Por isso, o investimento em outras abordagens do pensamento estético ligadas a arte com as novas tecnologias seja urgente.

Abaixo, também encontra-se o site do grupo de artístas dirigido por Gomez-Pena:

http://www.pochanostra.com/

 Allan Moscon Zamperini