NARCISSUS GARDEN INHOTIM (2009), De Yayoi Kusama

Narcissus garden Inhotim (2009) é uma nova versão da escultura-chave de Yayoi Kusama, originalmente apresentada em 1966 para uma participação extra-oficial da artista na Bienal de Veneza. Naquela ocasião, Kusama instalou, clandestinamente 1500 bolas espelhadas que eram vendidas aos visitantes. A placa colocada entre as esferas – “Narcisismo à venda” – revela de forma irónica a sua mensagem crítica ao sistema da arte. Desde então, a obra acumulou um longo histórico de exposições, passando por importantes museus e espaços urbanos do mundo. Pela primeira vez na América Latina, a obra será instalada em Inhotimn no Centro Educativo Burle Marx, estabelecendo um diálogo com a paisagem e a arquitectura do prédio.

Desta feita, em 2009, 500 esferas de aço inoxidável flutuam sobre o espelho d’água criando formas que diluem ou condensam de acordo com o vento e outros factores externos. Evocando o mito de Narciso, que se encanta pela própria imagem projectada na superfície da água, a obra constrói um enorme espelho, composto por centenas de espelhos que distorcem, fragmentam e, sobretudo, multiplicam a imagem daqueles que a contemplam.

Com um vocabulário que vai da pintura à instalação e com uma ampla gama de relações com movimentos artísticos, do minimalismo à artes pop e feminista, a obra de Yayoi Kusama é inconfundível e extremamente auto-referencial. A obsessão por padrões circulares e forma fálicas remete às alucinações que a artista diz ter vivido na infância.

Links:

+ sobre esta instalação: http://www.inhotim.org.br/arte/texto/de_parede/362/yayoi_kusama_nagano_japo_1929_vive_em_tquio_japo

+ sobre a Artista: http://www.yayoi-kusama.jp/