A evolução dos media, promoveu uma aproximação subjectiva da realidade alguma vez conseguida. Friedrich Kittler em Optical Media[1] (2010) acentuou uma distinção das artes: existem as artes tradicionais como é o caso da pintura, escultura, dança ou o teatro; existem por outro lado os media automáticos: fotografia, cinema ou a fonografia. Enquanto que as artes tradicionais propunham apenas ficções, os média tecnológicos simulavam essas ilusões.

O expoente da pintura é talvez a emergência da perspectiva renascentista, que gerou toda uma nova percepção visual do mundo:

Image

 

Rafael Sanzio, Escola de Atenas (1509-1510)

Rafael Sanzio (1483-1520) considerado o maior pintor do Renascimento;  A Escola de Atenas é uma das obras mais característica da perspectiva, podemos observar o pavimento traçado para uma primeira tentativa de profundidade, seguidas pelas personagens, as estátuas mais atrás e por fim os arcos, cada vez mais “longe”. A escolha das cores também contribui para a acentuação deste método.

 

Image

Johannes Vermeer, A Leitora à Janela (1657-1659)

As representações do quotidiano e a crescente importância da cor e da luz, foram outras mudanças características  Esta obra de Vermeer retrata bem o desejo de ultrapassar a pintura na construção do real com o reflexo na janela não ignorado e a cortina verde desajeitada como que suspirada pelo vento – o movimento também foi um objectivo superado.

 

Ainda que o aparecimento da fotografia tenha sido singular, aspirava-se o movimento nas imagens estáticas. A fotografia não deixava de ser um momento congelado, então, as máquinas ópticas do século XIX vieram resolver esta dificuldade. 

Image

Eadweard Muybridge, Animal Locomotion (Plate 188) (1887)

Edward Muybridge começou a tentativa com Animal Locomotion onde retratava o movimento humano ou animal em várias imagens, como a pálpebra do olho quando pestaneja. Ao juntar   todas as fotografias corridas (como actualmente no cinema serem 24 fotogramas por segundo) simulava um filme.

 

[1] Friedrich Kittler, Optical Media (2010): http://pt.scribd.com/doc/129803796/Kittler-Friedrich-Optical-Media-pdf

 

Ana Gonçalves