Johann Sebastian Bach, ‘Chaconne’ da Partita em Ré menor para violino solo (1717-1723), BWV 1004. Intérprete: Viktoria Mullova. Registado ao vivo na Igreja de São Nicolau em Leipzig, 9 de Outubro de 1999.

A mente consciente tem início quando o eu entra na mente, quando o cérebro mistura um processo de eu ao resto da mente, de forma modesta ao início, mas mais tarde com imenso vigor. O eu edifica‑se em passos distintos, baseados no proto‑eu. O primeiro passo é a criação de sentimentos primordiais, os sentimentos elementares da existência que surgem espontaneamente a partir do proto‑eu. Segue‑se o eu nuclear. Este tem a ver com a acção, especificamente com as relações entre o organismo e o objecto. O eu nuclear desenvolve‑se numa sequência de imagens que descrevem um objecto a interagir com o proto‑eu e a modificá‑lo, incluindo os seus sentimentos primordiais. Por fim, temos o eu autobiográfico. O eu é aí definido em termos de conhecimento biográfico ligado ao passado, bem como ao futuro antecipado. As imagens múltiplas cuja totalidade define uma biografia geram impulsos de eu nuclear, sendo que o seu conjunto constitui um eu autobiográfico.

António Damásio. O Livro da Consciência: A Construção do Cérebro Consciente, Lisboa: Temas e Debates, 2010, pp. 39-40.

Conscious minds begin when self comes to mind, when brains add a self process to the mind mix, modestly at first but quite robustly later. The self is built in distinct steps grounded on the protoself. The first step is the generation of primordial feelings, the elementary feelings of existence that spring spontaneously from the protoself. Next is the core self. The core self is about action — specifically, about a relationship between the organism and the object. The core self unfolds in a sequence of images that describe an object engaging the protoself and modifying that protoself, including its primordial feelings. Finally, there is the autobiographical self. This self is defined in terms of biographical knowledge pertaining to the past as well as the anticipated future. The multiple images whose ensemble defines a biography generate pulses of core self whose aggregate constitutes an autobiographical self.

António Damásio. Self Comes to Mind: Constructing the Conscious Brain, New York: Pantheon Books, 2010, pp. 27-28.